Socesp inicia pesquisa sobre esgotamento psíquico na saúde durante a pandemia

21/09/2020

Folder

A Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp) iniciou uma pesquisa para mapear a saúde mental de médicos e profissionais de saúde durante a pandemia de coronavírus.

A pesquisa terá a participação de cardiologistas, médicos generalistas e de qualquer outra especialidade, além de profissionais de saúde das áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmacologia, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e profissionais que atuam em cuidados paliativos.

Para a coordenadora do trabalho e diretora de Promoção e Pesquisa da SOCESP, Maria Cristina Izar, os profissionais de saúde têm vivido um duplo estresse por conta da Covid-19. “Não é somente o receio de ser contaminado durante a jornada de trabalho, mas também o risco de levar o vírus para casa e passar a doença aos filhos, cônjuge, pais e avós”, afirma a pesquisadora. “Tem sido a rotina de todos nós profissionais de saúde. Como a complexidade da limpeza para nós é maior, em virtude do risco constante, o estresse acaba sendo potencializado. O impacto disso é o que queremos constatar no resultado da pesquisa e, assim, traçarmos estratégias para atenuar o problema”, completa.

Maria Cristina Izar, coordenadora do trabalho e diretora de Promoção e Pesquisa da Socesp

A coordenadora esclarece que a participação é gratuita para sócios ou não da entidade e envolverá profissionais de vários segmentos da saúde. “Há décadas temos grande interação com multiprofissionais e a interdisciplinaridade sempre esteve no DNA da SOCESP. Por isso pensamos num trabalho bastante amplo para detectar o problema em toda a sua dimensão”, explica Cristina Izar.

Para Cristina Izar, a conclusão da pesquisa irá auxiliar governantes e gestores em relação ao que está ocorrendo com os profissionais de saúde, e determinar ações de prevenção de esgotamento psíquico e físico, assim como atenção contra a depressão.

Compartilhe