6 dicas para seu imposto de renda 2022

As particularidades da classe médica na hora de fazer seu imposto de renda (IR).

Daniel Santos 3 minutos

Folder

Um dos momentos que mais geram preocupação para os brasileiros é o de fazer a declaração de Imposto de Renda (IR). Com a classe médica não é diferente, já que existem algumas particularidades para quem atua na área. A prestação de contas ao Leão pode até assustar de início, mas a Receita Federal tem trabalhado para tornar esse processo cada vez mais tranquilo para o cidadão.

O período para fazer a prestação de contas começou na manhã de 7 de março e se encerra às 23h59 de 29 de abril, entretanto foi prorrogado até o dia 31 de maio visando minimizar efeitos da pandemia de Covid-19. Então, se você ainda não fez a sua declaração do Imposto de Renda, nós trazemos algumas dicas para ajudar você a não ter mais dor de cabeça com essa obrigação.

(1) Tenha uma conta de nível Ouro ou Prata no Portal do Governo Federal

Certifique-se de cumprir as etapas pedidas pelo Portal do Governo Federal (www.gov.br) para tornar sua conta nível Ouro ou Prata. Além de outros benefícios, você terá acesso à principal novidade da Receita Federal para o IR 2022: a ampliação da declaração pré-preenchida. Com ela, o processo de preenchimento será mais tranquilo, já que as informações de posse do Governo Federal e da Declaração de 2021 já estarão disponíveis nos sistemas de preenchimento da declaração.

(2) Organize todos os documentos necessários

Com os documentos organizados e em mãos, fica muito mais fácil o processo de revisão e correção caso algum erro seja detectado. Embora a declaração pré-preenchida seja ótima, é importante analisar as informações para fazer possíveis correções ou acrescentar dados.

(3) Reúna todos os seus informes de rendimentos

Essa é uma das informações que estarão disponíveis na declaração pré-preenchida, mas é importante que você confira todos os seus informes de rendimento e altere o que for necessário. Todas as fontes pagadoras de receitas são obrigadas a emitir um documento com toda a renda tributável e não tributável que você recebeu ao longo do ano anterior.

(4) Declare os seus plantões médicos

Médicos plantonistas devem declarar seus plantões no Imposto de Renda, pois eles configuram como uma forma de remuneração. Por isso, tenha em mãos o documento da fonte pagadora com os dados referentes aos rendimentos.

(5) Informe os CPFs de todos os pacientes atendidos no ano anterior

A declaração de Imposto de Renda para médicos apresenta algumas peculiaridades quando comparada a outros trabalhadores. Uma delas é a exigência do CPF de todos os pacientes que foram atendidos e geraram rendimento no ano anterior. Essa medida foi estabelecida para que a Receita consiga fazer o cruzamento de dados e CPFs com os valores declarados pelos clientes, para evitar que pessoas burlem a malha fina.

(6) Fique atento aos prazos

Caso perca o prazo, há uma multa de, no mínimo, R$165,74 – valor que pode chegar até a 20% do imposto devido. Mesmo com atrasos, é necessário destacar que você precisa fazer a sua declaração. Nesse caso, é recomendado procurar a orientação de um profissional da área para saber como declarar o IR atrasado. Se sentir mais segurança, procure a assessoria de uma empresa de contabilidade para ajudá-lo.

 

Faça parte da nossa Newsletter e receba assuntos exclusivos
para impulsionar sua carreira médica.

 

 

x

Revista DOC nova edição

100% Gratuita

Faça seu download já