Sublocação de consultórios: vantagens e desafios

Descubra as vantagens e os desafios desta modalidade que tem se tornado cada vez mais comum entre médicos e veja se esta é uma boa opção para o seu consultório

Folder

Ao procurar um local para montar um consultório, muitos profissionais têm dificuldades para alugar salas comerciais, tanto por não encontrarem o lugar ideal quanto por não estarem dispostos a se submeter a um contrato de longo prazo, por exemplo. Além disso, os médicos ainda podem ter disponibilidade parcial para atuar em um consultório, e nesses casos não precisariam arcar com os custos de forma integral. Por isso, muitos veem na sublocação uma oportunidade para a otimização de tempo e de recursos.

Mas você já ouviu falar em sublocação de clínicas e consultórios? A sublocação consiste em um aluguel temporário de uma sala equipada para uso profissional. É um contrato pelo qual o locatário do imóvel transfere a terceiros, total ou parcialmente, o seu contrato por um prazo fixo. Ou seja, você aluga um horário em um consultório apenas para atender seus pacientes por tempo determinado.

Quais são as vantagens?

Essa modalidade temporária oferece várias vantagens em comparação ao aluguel fixo, como:

  • Acesso a salas equipadas

Ao sublocar um imóvel, você terá acesso a uma sala toda equipada para realizar o seu trabalho. No caso dos médicos, o consultório já virá com equipamentos básicos para o atendimento de seus pacientes. Se você comprar todos esses equipamentos, por certo terá que investir um bom valor. Portanto, conseguir alugar um local que já tenha boa parte das suas necessidades por um bom preço já se torna em uma vantagem.

  • Disponibilidade de funcionários

Outra vantagem é que o médico poderá contar com uma equipe de funcionários capacitada para auxiliar no funcionamento de seu consultório. E o melhor de tudo: sem precisar pagar um adicional por isso. Assim, você terá a sua disposição:

– Recepcionista;

– Equipe de limpeza;

– Equipe de manutenção.

Há lugares que ainda oferecem atendimento telefônico e marcação de consulta. A sublocação de consultório nessas condições permite que você possa focar apenas em seu trabalho.

  • Maior chance de rentabilidade

Uma das maiores vantagens desta modalidade é em relação à questão financeira. O valor ao sublocar o consultório costuma ser menor do que pagar um aluguel fixo, uma vez que você poderá usar a estrutura que está ali disponível e não se preocupar com os custos de manutenção.

Para ter certeza sobre essa vantagem, coloque na ponta do lápis tudo o que você gastaria para montar o seu consultório sem a sublocação, como o aluguel do espaço, compra e manutenção dos equipamentos e folha de pagamento dos funcionários. Perceba quão mais rentável será na sublocação.

E quais são os principais desafios?

Antes de sublocar um imóvel, também é preciso entender que há alguns pontos de atenção, tais como:

  • Tomar conhecimento da legislação

Antes de sublocar um imóvel, é de extrema importância que o médico entenda como se aplica a legislação nesses casos, e, principalmente, entender a Lei do Inquilinato. Isso permite a formalidade da negociação, para que nenhuma das partes seja surpreendida com a solicitação do imóvel antes da data, com cobranças indevidas ou com pagamentos atrasados, por exemplo.

  • Firmar um contrato

Independentemente de qual forma a locação for realizada – seja direto com o proprietário do imóvel, seja por meio da sublocação –, é imprescindível a assinatura de um contrato para firmar as obrigações de ambas as partes e assegurar todos os direitos previstos por lei.

O ideal é que um advogado especializado cuide dos acordos e auxilie na elaboração das cláusulas do documento de forma correta. Assim, a etapa burocrática fica mais simples e prática.

  • Optar por uma plataforma segura

Para realizar a sublocação, é preciso ter cautela na hora de escolher a plataforma que irá intermediar o contato com o sublocador, principalmente na área da Saúde.

Por isso, o mais indicado é buscar uma plataforma que facilite os processos burocráticos e realmente seja especializada na sublocação de consultórios, clínicas médicas, salas e escritórios.

  • Aceitar a falta de liberdade

No caso de quem optou pela sublocação, o espaço sublocado não é seu, portanto não há a mesma liberdade que você teria se aquele espaço fosse 100% próprio. É a mesma ideia de alugar um apartamento e não ter a liberdade de derrubar uma parede sem dar satisfações ao locatário.

Por vezes, será difícil fazer qualquer personalização no ambiente, deixando-o “com a sua cara”. A falta de liberdade, portanto, pode se refletir em vários aspectos, desde o seu nome não ser colocado na porta do consultório, até a mudança que você gostaria mas pode fazer na decoração do ambiente.

  • Entender que pode não haver flexibilidade

Assim como o espaço não é seu, a agenda de horários também depende de outras pessoas. Conforme o tipo de acordo firmado, você pode não ter flexibilidade para alterar dias e horários de atendimento (ou até mesmo ampliá-los). Afinal, a sala terá outros usuários e a agenda terá que ser mais rígida, para que tudo funcione bem para todos.

Faça parte da nossa Newsletter e receba assuntos exclusivos
para impulsionar sua carreira médica.

x

Revista DOC nova edição

100% gratuita

Faça seu download