Congresso Socerj: novidades em cardiopatias e os impactos da Covid-19 em cardiopatas

Juliana Temporal 3 minutos

Folder

Com o objetivo de fomentar a atualização e a reciclagem dos especialistas, a Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj) promoverá de 9 a 12 de agosto o seu 38º Congresso. O evento, gratuito e virtual, trará novidades sobre as síndromes cardiovasculares e os impactos da Covid-19 em pacientes cardiopatas após um ano de pandemia, e contará com a presença de profissionais renomados da cardiologia, além de apresentação de estudos e artigos destacados nos mais recentes congressos internacionais.

Serão quatro salas simultâneas e quatro dias de intensa programação científica com mais de 200 palestrantes, que abordarão diversos temas como insuficiência cardíaca, síndrome coronariana crônica e aguda, hipertensão arterial, lesões orovalvares, cardiometabolismo, prevenção de doença cardiovascular aterosclerótica e os impactos da Covid-19 em pacientes cardiopatas.

Segundo o diretor científico da Socerj e membro do comitê executivo do congresso, Sergio Kaiser, a divisão dos temas obedeceu à preponderância das principais síndromes cardiovasculares vivenciadas no dia a dia do cardiologista. “Nosso objetivo foi mesclar os mais recentes avanços na especialidade com assuntos pertinentes à prática diária, a partir de um foco educacional”, explica.

Para o especialista, após um ano do início da pandemia, o conhecimento sobre a Covid-19 tornou-se obrigatório. “É inevitável abordar a Covid-19 e a sua incidência. O que era consenso ontem, hoje deixou de ser. Resultados de importantes estudos prospectivos são aguardados para os próximos meses, com potencial de comprovarem ou rejeitarem condutas atualmente adotadas pelos médicos. As consequências a longo prazo da Covid-19 constituem outro campo de intensos estudos. Por isso, neste momento que vivemos, trata-se de um tema fundamental num congresso de cardiologia”, avalia.

O evento terá palestras pré-gravadas e transmissões ao vivo de estúdio no Centro de Convenções SulAmérica. Toda a programação seguirá as orientações sobre distanciamento recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A plataforma virtual, que espera receber mais de 10 mil inscritos, será dividida em quatro ambientes, sendo o primeiro dedicado a colóquios com transmissão ao vivo em estúdio pré-montado; o segundo, apresentações pré-gravadas seguidas de debates on-line em tempo real; o terceiro, em formato de webinar, com apresentações e discussões com os participantes em suas residências ou locais de trabalho; e o quarto, também em formato webinar, que abrigará um curso de síndrome coronariana crônica com aulas pré-gravadas que replicará os temas do manual de síndrome coronariana crônica, lançado este ano pela Socerj, e também as tradicionais jornadas de fisioterapia, enfermagem, farmácia, educação física e nutrição com participação em tempo real.

De acordo com o presidente do congresso, Luiz Antonio Campos, a preocupação para esta edição foi aprimorar a qualidade de transmissão e experiência dos inscritos, comparada ao ano anterior – na época, o primeiro congresso virtual no âmbito da cardiologia no país. “Investimos em uma plataforma virtual capaz de proporcionar uma fluidez maior na navegação, tráfego de informações e conectividade mais rápida pelo usuário. Quanto menor a vulnerabilidade a oscilações da conexão de banda larga, mais seguros os resultados, minimizando-se os riscos de interrupções ou lentidão das transmissões”, destaca.

Mais informações sobre o evento, inscrições e programação completa no site.

Faça parte da nossa Newsletter e receba assuntos exclusivos
para impulsionar sua carreira médica.

x

Revista DOC nova edição

100% Gratuita

Faça seu download já