Ministério da Saúde lança Plano Nacional de Fortalecimento das Residências em Saúde

Juliana Temporal 3 minutos

Folder

Com um investimento de R$ 258 milhões para qualificação, apoio a abertura de novos programas de residências e valorização dos profissionais, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), o Ministério da Saúde lançou, neste mês de julho, o Plano Nacional de Fortalecimento das Residências em Saúde. O objetivo é investir na formação dos especialistas para oferecer melhor assistência à população, além de colaborar para a fixação de profissionais em regiões com vazios assistenciais.

Segundo as ações do plano, há uma previsão de um aumento de 24% no valor das bolsas dos residentes, enquanto que os supervisores passarão a contar, pela primeira vez, com uma bolsa no valor de R$ 1.500,00. O plano tem como público-alvo prioritário os residentes médicos e residentes multiprofissionais da área da saúde.

As ações estão estruturadas em três eixos e serão desenvolvidas em ciclos trienais, sendo o primeiro ciclo correspondente ao período 2021-2023. Ao término de cada ciclo, o plano será submetido à avaliação das ações e do orçamento executado, para fins de planejamento de novo triênio.

Eixo 1 – Traz ofertas educacionais para o desenvolvimento de habilidades específicas e contará com o investimento de R$ 235 milhões. Entre as ofertas, estão cursos de gestão e pesquisa em saúde, doenças infecciosas e parasitárias, saúde mental e suporte básico de vida.

Eixo 2 – Trata da valorização do ensino assistencial, constituído por um corpo docente vinculado às instituições que formam esses profissionais. No primeiro ciclo, a estratégia é voltada para o fortalecimento da competência técnica, produção científica e integração entre ensino e serviço com a disponibilização de 2 mil vagas para preceptores. O investimento será de R$ 18 milhões.

Eixo 3 – Prevê apoio institucional por meio de suporte técnico-pedagógico às instituições para criação, reativação e reestruturação de programas de residência. Mais de R$ 5 milhões serão destinados a essa ação com o objetivo de ampliar a oferta de novas especialidades em regiões prioritárias.

Veja aqui a Portaria GM/MS nº 1.598, de 15 de julho de 2021, que constituiu o Plano Nacional de Fortalecimento das Residências em Saúde.

 

Fonte: Portal do Governo do Brasil (www.gov.br)

Faça parte da nossa Newsletter e receba assuntos exclusivos
para impulsionar sua carreira médica.

x

Revista DOC nova edição

100% Gratuita

Faça seu download já