6 DICAS PARA DECIDIR ONDE PRATICAR MEDICINA

Folder

Passar no disputado vestibular de Medicina é uma alegria sem igual. Mas a cada dia que passa surge um novo desafio. A formatura e a entrada na residência são alguns exemplos. Porém, ao chegar nessa fase, muitos médicos recém-formados se deparam com um grande questionamento: o que fazer após a residência médica? Independente de qual momento, escolher o local ideal de onde exercer a Medicina requer uma apuração cuidadosa.

Para ajudar o médico nesse processo, a revista americana Medical Economics publicou uma lista com dicas que você pode considerar antes de tomar a sua decisão. E, agora, o Universo DOC apresenta uma versão para o médico brasileiro. Veja a seguir:

1- Não descarte a rota independente ou para pequenos grupos

Apesar de conglomerados de saúde ofertarem vagas com muita frequência, vale a pena olhar outras possibilidades de trabalho. Grupos de médicos independentes e menores que os grandes players têm capacidade de oferecer uma maior autonomia, maiores salários, menos burocracia e mais flexibilidade de trabalho.

Entretanto, atrelado a este modelo de trabalho estão potenciais riscos financeiros, poder de negociação reduzido para contratos e benefícios reduzidos por exemplo.

“Hoje, quando o médico decide abrir um consultório vai concorrer com grandes grupos internacionais, com grupos de investimentos, com operadoras de saúde verticalizadas e além de concorrer com grandes consultórios e clínicas da região.”, afirma o oftalmologista Diogo Lucena, diretor-tesoureiro da Sociedade Brasileira de Administração em Oftalmologia (SBAO).

2- Explore vários locais

Pode ser tentador ficar com o que é familiar, mas isso pode ser um erro. Busque novas experiências e pense fora da caixa, ou seja, não limite suas escolhas somente a sua área de conhecimento, leve em conta as qualidades e tudo o que você deseja em um local de trabalho. “Que fique claro desde o começo que a concorrência, hoje, é grande”, ratifica o dr. Diogo.

3- Ache pessoas com os mesmos objetivos

Trabalhar com profissionais de que gosta e respeita pode ser mais benéfico do que se imagina. É essencial identificar um ambiente de trabalho que seja a conexão entre o lado pessoal e o lado clínico. Por exemplo, se o seu interesse clínico for voltado para questões de bem-estar, trabalhar em um grande ambiente hospitalar com inúmeras obrigações talvez não seja o mais indicado. Além disso, se você tem interesses familiares específicos, procure organizações e locais que lhe darão tempo e oportunidade de se envolver nessas atividades.

4- Por falar em família…

A menos que você esteja totalmente sozinho, qualquer decisão de localização deve incluir considerações familiares. Ou seja, se o local não for adequado para sua família, esse lugar pode não ser a melhor opção para sua carreira. Imagina encontrar um local dos sonhos para trabalhar, mas seu companheiro ou companheira não se encaixe na nova realidade?

5- Defina um cronograma

Caso o objetivo seja abrir um consultório ou uma clínica, o planejamento deve ser feito com até dois anos de antecedência. A busca por um espaço deve começar entre 12 e 14 meses antes da data planejada para inauguração. Ao planejar a construção de um novo imóvel, os médicos devem iniciar o processo de seleção do local de 18 a 24 meses antes da inauguração. Isso permite tempo suficiente para encontrar o local, negociar a venda do terreno, fechar o terreno, projetar as instalações e construir um novo edifício.

6- Procure o conselho de pessoas de dentro

Procurar novas perspectivas através de pessoas em uma cidade ou bairro que você talvez queira morar pode ser útil, mas lembre-se: a prática da Medicina não é uma profissão como outras. Ou seja, busque fontes de informações, como por exemplo gestores de hospitais da área, outros médicos e demais profissionais da área da saúde.

Cadastro

 

x

Revista DOC nova edição

100% gratuita

Faça seu download