Imposto de renda para médicos: prazo prorrogado

Julia Lins 3 minutos

Folder

O mês de abril está acabando e com isso vêm a seguinte preocupação: até que dia eu posso declarar o meu imposto de renda (IR)? A declaração é um compromisso no qual muitos profissionais de diferentes áreas, inclusive da Saúde, precisam prestar contas com o governo. Para isso, é necessário calcular e organizar os rendimentos, investimentos, dívidas e gastos do ano anterior.

Normalmente, a declaração deve ser feita até o final do mês de abril. Entretanto, este ano, devido à pandemia de covid-19, o prazo não será o mesmo dos anos anteriores. No dia 12 de abril, o Governo Federal anunciou o adiamento do prazo de entrega da Declaração do Imposto de Renda para o dia 31 de maio de 2021.  A medida visa evitar que sejam formadas aglomerações nas unidades de atendimento e demais estabelecimentos procurados pelos cidadãos para obter documentos ou ajuda profissional.

O que muda com o adiamento?

  • Em razão do adiamento, os médicos que desejarem pagar o imposto via débito automático desde a 1ª cota deverão solicitá-lo até 10 de maio. Os profissionais que enviarem a declaração após esta data deverão pagar a 1ª cota por meio do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF), gerado pelo próprio programa, sem prejuízo do débito automático das demais cotas.
  • Para aqueles que não optarem pelo débito automático, os DARFs de todas as cotas poderão ser emitidos pelo programa ou pelo Extrato da Declaração, disponível no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), acessado através do site da Receita Federal.
  • Também foram prorrogados para 31 de maio de 2021 os prazos de entrega da Declaração Final de Espólio e da Declaração de Saída Definitiva do País, assim como, o vencimento do pagamento do imposto relativo às declarações.
  • Apesar da prorrogação do prazo, o cronograma de pagamento das restituições permanece o mesmo. Ou seja, quanto antes for enviada a declaração, mais cedo você receberá a sua restituição de imposto de renda.

Quando devo me planejar fazer a declaração?

Apesar do adiamento do prazo, os especialistas em IR recomendam que a entrega da declaração seja feita o quanto antes. Isso porque quando o médico deixa para realizar a declaração de última hora, além de colocar em risco o preenchimento correto dos dados, ele também acarreta atraso no recebimento da restituição.

Contadores pontuam que a principal vantagem de declarar o IR com antecedência é que, dessa forma, os contribuintes ganham tempo de identificar erros na declaração. Assim, é possível fazer a declaração retificadora, que pode ser enviada até o último dia do prazo para entrega (31/05).

Ainda tem dúvidas sobre como declarar o imposto de renda durante a pandemia? Então, confira nossa matéria completa sobre o assunto aqui.

Compartilhe
x

Revista DOC nova edição

100% gratuita

Faça seu download