Nova diretoria da AMB toma posse

Valorização dos médicos, respeito e apoio à ciência, compromisso com os pacientes e importância da união das entidades são marcas da nova diretoria

Universo DOC 2 minutos

Folder

Foi realizada de forma híbrida na noite de 8 de janeiro a cerimônia de posse da diretoria 2021-2023 da Associação Médica Brasileira (AMB).

A cerimônia foi acompanhada por mais de 300 médicos de todas as regiões do país, em sua maioria de forma virtual. Compuseram a mesa solene, na sede da AMB em São Paulo, César Eduardo Fernandes, o novo presidente da instituição, Miguel Roberto Jorge, representando a antiga diretoria, e José Luiz Gomes do Amaral, presidente da federada anfitriã, a Associação Paulista de Medicina (APM).

Além deles, completaram a mesa diretora, de forma virtual, os presidentes do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Luiz de Britto Ribeiro; da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Gutemberg Fialho; da Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp), Eduardo Amaro; da Academia Nacional de Medicina (ANM), Rubens Belfort Junior; e o ex-presidente da AMB, Eleuses Vieira de Paiva.

Em seu primeiro discurso como presidente da AMB, César Eduardo Fernandes reforçou a importância de as entidades caminharem lado a lado, com pautas comuns em benefício de cidadãos e médicos.

“Sou um afortunado, porque por onde passo sempre me vejo ladeado por médicos de alta estatura ética, compromissados e proativos. Este grupo não é diferente, certamente fortalecerá o movimento associativo. Temos de procurar juntos um novo modelo para o movimento associativo, o que envolve as federadas, sociedades de especialidades e a AMB, vamos nos debruçar sobre isso. A meta é avançar.”

x

Revista DOC nova edição

100% gratuita

Faça seu download