Plano de marketing: como aplicar no consultório?

Manter a carteira de pacientes em um consultório pode ser uma tarefa árdua. Por isso, é preciso que, além do conhecimento técnico, o médico também saiba conceitos sobre marketing médico. Por isso, listamos abaixo algumas dicas para a elaboração de um plano de marketing

Julia Lins 4 minutos

Folder

Para fazer com que um consultório médico dê certo, é preciso mais do que conhecimento técnico: também é necessário saber investir em marketing médico. Ele se caracteriza como qualquer ação que o médico ou sua equipe realiza ao estruturar o atendimento e atender seu paciente. Além disso, inclui as etapas de captação, atendimento e pós-atendimento.

Esse tipo de marketing pode ser feito por meio de várias estratégias e a maioria delas leva em consideração a comunicação digital e o uso de técnicas on-line, já que estas são a grande tendência do mercado. Para mostrar àqueles que ainda não conhecem esse segmento, listamos abaixo um passo a passo para elaborar um plano de marketing.

1- Estudo da concorrência

Antes de começar a elaborar o seu plano de marketing, é importante estudar como os seus concorrentes se posicionam, principalmente na internet. Observe e avalie as estratégias que mais chamaram sua atenção. A análise de concorrência é fundamental para o seu plano de marketing, pois fornece ideias e modelos já testados. Com base nisso, você pode adaptar esses modelos para a sua clínica e personalizar a comunicação com uma identidade única.

2- Normas do CFM

Além de estudar a concorrência, você precisa conhecer todas as determinações do Conselho Federal de Medicina (CFM) relacionadas à divulgação do trabalho do médico. Para garantir a credibilidade dos profissionais da Saúde e a segurança dos pacientes, o conselho estabelece normas para a divulgação dos serviços. É importante conhecê-las e segui-las, pois isso faz parte da construção de um trabalho ético e incontestável.

3- Análise da situação atual

Essa é uma etapa muito importante para a elaboração do plano de marketing. É preciso conhecer exatamente a situação na qual o médico se encontra, como está o seu local de trabalho e como anda o mercado. É nesse ponto, portanto, que é preciso observar os melhores caminhos a seguir no planejamento.

4- Formulação de objetivos e metas

Todo planejamento precisa de um objetivo e todos os processos subsequentes giram em torno dele. Dessa forma, há várias metas diferentes que você pode buscar com o seu plano de marketing, tais como:

  • Conquistar mais pacientes;
  • Fidelizar os pacientes atuais;
  • Posicionar-se como autoridade em determinada área da Saúde ou em um tipo de tratamento;
  • Educar a sociedade sobre a importância de certas atividades ou perigos de alguma doença específica.

Não saber o que se pretende ou mirar em vários “alvos” pode acabar atrapalhando toda a ação.

5- Análise ambiental

Uma vez feita a análise do ambiente, o médico também deve fazer um levantamento de suas vantagens e desvantagens em relação ao mercado de trabalho, percebendo quais são os seus pontos fortes e fracos.

6- Escolha das estratégias de atuação

Depois de definir os objetivos, o próximo passo é estabelecer como colocar em prática seu planejamento de marketing. Essa fase terá seis etapas:

  • Definição do público-alvo;
  • Criação de um cronograma de atividades;
  • Escolha da equipe responsável pelas execuções das tarefas;
  • Cálculo do impacto financeiro;
  • Escolha das formas de promoção;
  • Escolha da estratégia de implementação.

Além disso, dependendo de seus objetivos, há uma série de estratégias que podem ser incorporadas ao plano, tais como:

  • Construção de um website para o consultório e o uso de técnicas de SEO;
  • Uso do marketing de conteúdo, processo de criar, publicar e promover conteúdos personalizados para seu cliente. Esse é um método de marketing que se baseia na formação de um público fiel por meio da criação e do compartilhamento de conteúdo;
  • Busca de parceiros capacitados;
  • Criação de personas;
  • Criação de formulários inteligentes para segmentar sua base de leads.

7- Implementação do plano

Essa é a hora de começar a executar as tarefas determinadas. Lembre-se que é importante seguir o cronograma estabelecido, controlando recursos e buscando não se afastar dos objetivos e das metas traçadas.

8- Diagnóstico e controle de resultados

Para que o plano de marketing seja bem-sucedido, é necessário a todo o momento medir e quantificar os resultados e fazer a verificação do controle. Portanto, o médico e seus colaboradores devem, ainda na fase de planejamento, pensar em maneiras para mensurar o desempenho e os efeitos práticos.

Compartilhe
x

Revista DOC nova edição

100% gratuita

Faça seu download