6 itens que não podem faltar no seu site médico

Montar um site é um dos caminhos mais eficazes para atrair novos pacientes, sendo um cartão de visitas para o médico. Por isso, para lhe ajudar, montamos uma lista com itens que não podem ficar de fora do seu site

Julia Lins 5 minutos

Folder

Em tempos digitais, a presença online não é mais opcional para os profissionais da saúde. Por isso, coloque em sua lista de prioridade a criação do seu site. Além de atrair novos pacientes, a criação de um site médico pode estreitar o relacionamento com os pacientes atuais. Uma pesquisa realizada em sites médicos revelou que 80% dos visitantes acessam apenas a primeira página do site e que 72% das pessoas que decidem navegar por esse ambiente acessam somente um menu ou aba.

Além disso, ter um site pode auxiliar o médico a agilizar o atendimento e facilitar o acesso e a educação do paciente sobre problemas comuns de saúde.  E para garantir bons resultados, listamos alguns itens que são necessários em um site médico. Confira.

1- Identidade visual marcante e bem definida

Se o site será o “cartão de visitas” do médico, então o primeiro a se fazer é focar no visual. Para isso, será necessário escolher um template, ou seja, sua apresentação visual, que pode ser personalizada de acordo com a sua marca. E uma das plataformas mais utilizadas para a criação e personalização de sites é o WordPress, que oferece diversos modelos gratuitos de temas para você escolher.

Porém, uma dica: evite inserir muitos elementos visuais em suas páginas, pois isso torna a navegação mais lenta e difícil. Seja direto e deixe as abas mais importantes em destaque, levando o usuário diretamente para o link que você quer que seja acessado primeiro.

2- Conteúdo relevante e de qualidade

Porém, de nada adianta ter uma boa identidade visual, se o conteúdo não for relevante. Se possível, invista em uma equipe especializada em produção de conteúdo digital, para que eles desenvolvam matérias e posts, pois isso dá um ar mais profissional e maduro ao conteúdo e aumenta a credibilidade de seu site.

Além disso, o mundo que contava apenas com textos corridos já era, por isso, também é recomendado variar o tipo de conteúdo, incluindo podcasts e vídeos em sua grade de programação, para atrair diferentes tipos de público.

3- Domínio assertivo

Pode não parecer, mas a escolha do domínio é uma etapa crucial no processo de construção de um site. Por isso, seu nome de domínio precisa ser:

  • Relevante
  • Fácil de lembrar e de procurar no Google
  • Nem muito curto, nem muito longo (o ideal é ter menos de 60 caracteres)
  • Associado a sua especialidade

Mas saiba que já existem milhares de sites médicos, por isso é possível que alguns dos nomes que você escolher já não estejam mais disponíveis. Para saber se um domínio já foi registrado, basta acessar o endereço registro.br.

4- Acessibilidade para qualquer dispositivo

Você sabia que 93% dos brasileiros usam dispositivos móveis para acessar as redes sociais? Por isso, é importante que ao criar um site ele seja responsivo. Ou seja, é aquele que se adapta a todos os formatos de tela, seja em notebooks, celulares ou tablets, sem alterar a sua formatação, com o layout padronizado. Isso auxilia no acesso e na navegação do usuário, deixando sua experiência mais completa. Além disso, aumenta ainda mais as chances do seu conteúdo ser compartilhado e acessado por mais pessoas.

5- Chat para atendimento

Ter um site médico também ajuda a fidelizar os pacientes atuais. Por isso, um dos recursos que pode ser usado com essa finalidade é um chat, no qual os pacientes poderão marcar suas consultas online e tirar dúvidas sobre o atendimento, convênios e horários com a secretária.

6- Estratégias de SEO

Uma das etapas mais importantes para marcar sua presença digital é aplicar estratégias de SEO (Search Engine Optimization) a seus conteúdos. Mas o que é SEO? Quando um usuário está navegando pela internet em busca de algo, ele vai a um mecanismo de pesquisa, como o Google, e digita o que ele está procurando. Nesse momento, o mecanismo o direciona para os sites que estão mais intimamente relacionados à consulta.

Por isso, é preciso escolher bem as palavras-chave de cada um de seus conteúdos para conseguir um bom ranqueamento nos mecanismos de busca. O ideal é que seu site apareça sempre na primeira página de resultados do Google, pois os usuários raramente passam para a segunda página.

Algumas estratégias são:

  • Colocar a palavra-chave no título e repeti-la ao longo do texto
  • Não deixar o título muito longo (o ideal é que o título tenha menos de 60 caracteres, pois esse é o máximo que o Google permite sem cortá-lo)
  • Incluir subtítulos ao longo do texto

Compartilhe