Consultório sustentável: é possível?

Entenda melhor o conceito de consultório verde e conheça algumas dicas para adotar práticas sustentáveis em seu empreendimento

Folder

A preocupação com o futuro tem levantado diversas discussões relacionadas à preservação do meio ambiente e dos recursos utilizados na atualidade. O conceito de consultório sustentável, ou consultório verde, surge, então, como forma de abordar a prática da sustentabilidade nas ações diárias de uma instituição. Em um mundo em que o consumo de recursos naturais ocorre de forma desenfreada, promover conscientização é um diferencial no mercado da Saúde. Isso se explica em razão da grande demanda de luz, água, papel e demais recursos utilizados no setor.

Benefícios das medidas sustentáveis

  • Preservação do meio ambiente;
  • Promoção de qualidade de vida para a população;
  • Redução de custos no consultório;
  • Redução de resíduos/lixos;
  • Conquista de pacientes.

É possível ter um consultório sustentável e as medidas necessárias envolvem desde a adoção de ferramentas e materiais até a promoção de atitudes conscientes pelos funcionários. Por isso, acompanhe a seguir quatro dicas que poderão auxiliá-lo a transformar seu negócio em um consultório verde.

1- Evite desperdícios e o consumo excessivo de recursos naturais

Hábitos sustentáveis são essenciais para a preservação da vida. A água, por exemplo, é um recurso finito que deve ser preservado. Evitar desperdícios de água e energia são algumas ações eficazes nesse cenário. Portanto, conscientize seus funcionários e pacientes com avisos e placas que indiquem o fechamento correto das torneiras, e priorize os tipos de descargas que tenham mecanismo de acionamento duplo.

Além disso, após o fim do expediente, retire aparelhos eletrônicos da tomada e mantenha todas as luzes apagadas. É importante lembrar também que, caso esses aparelhos não sejam utilizados o dia inteiro, retirá-los da tomada evitará um grande desperdício de energia elétrica.

2- Invista em novos produtos

Os produtos de limpeza e esterilização são essenciais para manter um consultório diariamente limpo e seguro. Nesse caso, a qualidade não pode ser deixada de lado, mas, atualmente, é possível optar por produtos biodegradáveis, que não são agressivos ao meio ambiente e até mesmo à saúde humana. Já em relação aos produtos que compõem a estrutura clínica, tintas ecológicas e aparelhos econômicos – como impressoras que reduzem o consumo de tinta e energia – são ótimas opções.

3- Adote a coleta seletiva

Separar o lixo é uma prática conhecida mundialmente. Não é novidade que essa é uma das principais medidas para se tornar sustentável. Sem a coleta seletiva ou a separação adequada do lixo do consultório, a reciclagem se torna inviável. Ainda, descartar corretamente substâncias químicas e/ou biológicas e materiais que representam risco à saúde é ideal. Aliás, muito mais do que ser um ótimo investimento, a coleta seletiva colabora com a conquista de muitos pacientes, que passam a enxergar no consultório um serviço de qualidade, pautado em conscientização.

4- Economize papel com ferramentas tecnológicas

A economia de papel dentro dos consultórios não é uma tarefa fácil, entretanto é fundamental. A produção excessiva do material tem grande parcela de responsabilidade pelo desmatamento e pela utilização de recursos naturais essenciais para a vida. A redução da utilização de papel pode ocorrer com a inserção de ferramentas tecnológicas no dia a dia do consultório. Ao migrar o que estaria no papel para o ambiente digital, é possível, então, garantir segurança, redução de custos, organização e diversos outros benefícios. Atualmente, ferramentas como prontuário eletrônico e agendamento on-line têm colaborado com essa nova realidade.

Para um profissional da Saúde, cuidar do bem-estar do paciente é o que move sua carreira. Portanto, a adoção de práticas e recursos sustentáveis ajuda na promoção de qualidade de vida e promove resultados que agregam ao meio ambiente, aos pacientes e ao próprio consultório.

Compartilhe